Buscar
  • beesoflove

Ação solidária comove pacientes da maternidade do Miguel Couto no Dia das Mães


O Dia das Mães foi especial na maternidade do Hospital Municipal Miguel Couto, no Leblon. Mães e bebês receberam kits do Instituto Bees of Love, e assistiram à performance de uma bailarina do Theatro Municipal, que levou leveza e alegria ao ambiente hospitalar. O Bees of Love promove ações solidárias em auxílio a pessoas em vulnerabilidade social, e teve a contribuição de doações de parceiros e colaboradores para a iniciativa deste domingo.


Ao fazer a entrega dos 60 kits - compostos de roupas e sapatinho de bebê, fraldas e produtos da parceira Embelleze escolhidos para as novas mães, além de flores e um lanche embalado individualmente, com bolo e salgadinhos -, Georgia Buffara, fundadora e presidente do Bees of Love, ressaltou a importância de se cuidar daquelas que se doam aos outros. “É emocionante estar nesta maternidade no Dia das Mães, dando este carinho para elas. Cada mulher aqui tem a sua história. É preciso olhar para as mães, que são as cuidadoras do mundo”, destacou.


Com seus bebês no colo, as pacientes ficaram tocadas pelo gesto. Muitas não tinham enxoval para os filhos. “Estou abalada por ter que passar esta data no hospital, sem minha filha mais velha e minha mãe. Esperava ter alta antes. Mas ganhar roupinhas e lembrancinhas me animou, foi uma surpresa bonita”, contou Mirela Duarte, de 37 anos, moradora da Rocinha, que teve Pietro na maternidade no último dia 6.



A apresentação da bailarina Liana Vasconcelos comoveu não só pacientes, mas também funcionários. Parte nunca tinha assistido ao bailado clássico ao vivo. “Foi muito tocante. Hospitais são ambientes pesados, e o Bees of Love trouxe suavidade. Atos assim nos ajudam a manter a ternura”, exaltou o diretor da maternidade, o obstetra André Ardilha, entusiasta do trabalho do instituto. “A arte salva mesmo”, agradeceu Liana, que é bailarina contratada do Corpo de Baile do Municipal.


Acompanhada de voluntárias do Bees of Love, Georgia Buffara lembrou que a pandemia da Covid-19 fragilizou ainda mais as famílias já vulneráveis. Ela conclamou a sociedade civil a se unir para ajudar aqueles que mais precisam. “Mesmo que o mundo diga não a essas pessoas, a sociedade civil tem que entender que é preciso compartilhar, mesmo que sejam pequenas coisas. Cada um faz o que consegue”, declarou. Na ação, ocorrida de manhã cedo, todos os cuidados sanitários foram tomados.


Veja o vídeo com a bailarina Liana Vasconcelos.




49 visualizações0 comentário