Buscar
  • beesoflove

'Abelhas' revisitam Obra do Berço reformada em 2019 pelo Instituto

Legado deixado pelo Instituto Bees of Love atende em média 60 crianças

Uma obra de 1937, projetada pelo renomado arquiteto brasileiro Oscar Niemeyer, abriga mais do que um patrimônio histórico e cultural do Rio de Janeiro. A Obra do Berço, localizada na Lagoa, é uma instituição sem fins lucrativos que atende crianças em situação de vulnerabilidade social, oferecendo acolhimento e buscando desenvolver seu potencial cognitivo. Em 2019, nossas “abelhas do amor” viram o prédio necessitado de reformas e decidiram abraçar essa causa tão representativa da cidade.


Esta semana, as voluntárias do Bees of Love Ana Beatriz Palhares e Carla Araújo visitaram a instituição e atestaram a importância da reforma feita, que melhorou a qualidade de vida das crianças no local. O prédio foi a primeira obra construída de Niemeyer e, quando foi idealizado pelo arquiteto, o edifício possuía um diferencial enorme: suas persianas verticais em ferro batido. Eram exatamente as persianas que precisavam de manutenção e, com os recursos arrecadados, foi possível trocar a estrutura por outra completamente nova.


As crianças atendidas no espaço recebem o apoio de assistentes sociais, pedagogos, psicólogos e nutricionistas da Obra do Berço. O gerente administrativo João Luiz Cezar de Andrade afirma que as persianas enferrujadas preocupavam a equipe de voluntários pela ameaça de caírem nas crianças ou na rua. “Não viravam mais, então se fizesse sol as nossas crianças teriam que conviver com ele, querendo ou não. Se fosse em uma área que o ‘breeze’ estivesse fechado, elas não recebiam sol”, explica.


Após a reforma, as crianças usufruem de um espaço tranquilo para dormir, sem sol, e também podem aproveitar uma tarde no brinquedão, estrutura recreativa que antes ficava inacessível por questões de segurança. “Fiquei bastante impactada ao descobrir que alguns bebês com dias de nascidos são levados para lá quando são órfãos ou abandonados pela família”, afirma Ana Beatriz.


O legado deixado pelo Instituto Bees of Love durará por pelo menos oito anos, proporcionando uma estrutura adequada para as crianças em vulnerabilidade social.





Atualmente, o Instituto está envolvido em uma nova reforma, na maternidade do Hospital Municipal Miguel Couto, que atende a cerca de 200 mulheres por mês, moradoras de comunidades como Rocinha, Vidigal e Rio das Pedras. Para doar, acesse este link.


Relato de Tatiana, assistente social da Obra do Berço


9 visualizações0 comentário