Buscar
  • beesoflove

Distribuição de cobertores ameniza inverno de quem dorme nas ruas

Instituto Bees of Love fez distribuição em ruas da Zona Sul do Rio


Entrega de cobertores feita em julho


O período do inverno é o mais difícil para pessoas em situação de rua. Para tentar amenizar o desconforto de quem mais precisa de acolhimento, o Instituto Bees of Love está engajado em ações solidárias, como uma campanha que já arrecadou 170 cobertores para distribuição na cidade do Rio de Janeiro.


A primeira entrega, de 50 cobertores, foi em bairros da Zona Sul. Os voluntários foram às ruas no último dia 11, um domingo, com palavras de carinho a quem encontrava. A próxima distribuição será feita no Centro da cidade, segundo Georgia Buffara, fundadora e presidente do Bees of Love.


“Nós percebemos que o número de pessoas nas ruas aumentou muito. Fica claro que, muitas vezes, não são pessoas que estão nesta situação há muito tempo. Grande parte deles está ali porque perdeu o emprego na pandemia e não tem como pagar o aluguel. Então vemos uma gratidão imensa por parte deles na hora da entrega”, conta Georgia.


As ações se dão num momento de declínio de temperaturas maior do que de costume. A madrugada mais fria do ano, no dia 1° de julho, registrou 8,7ºC, batendo o recorde de frio de 2021, de acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia. A cidade do Rio não tinha temperatura tão baixa desde 2016.


Neste inverno, a ajuda oferecida pelo Bees of Love se faz ainda mais necessária, uma vez que o número de pessoas nas ruas aumentou durante a crise sanitária da Covid-19, com a perda de trabalho e renda. Apesar de não haver dados deste ano sobre o número total de desabrigados, a Prefeitura do Rio estimou, em comparação com 2020, um aumento de 11% no número de adultos acolhidos em abrigos administrados pela Secretaria Municipal de Assistência Social (SMAS). Os idosos estão ainda em maior número: a alta foi de 34% em comparação com o início da pandemia.


A compra dos 50 cobertores foi providenciada pelas próprias voluntárias do Bees of Love. A presidente reafirma a importância da ação: “Pode parecer apenas um cobertor, mas é muita coisa para quem recebe. É um aconchego em alguém que perdeu seu mundo. Essas ações envolvem muito carinho. Sentimos como se estivéssemos realmente abraçando as pessoas”, define Georgia.


O Instituto segue recebendo doações de cobertores e também em dinheiro para garantir ajuda aos mais vulneráveis. Faça sua doação! Veja aqui como colaborar.



9 visualizações0 comentário