Buscar
  • beesoflove

RJTV mostra ação de Bees of Love e Casar Consciente na Rocinha

Matéria desta quarta-feira (24) entrevistou profissionais do mercado de eventos

O RJTV, da TV Globo, exibiu nesta quarta-feira (24) uma matéria sobre o evento na Rocinha com nomes consagrados do mercado de casamentos, fruto de uma parceria entre o Instituto Bees of Love e o Casar Consciente. A convite da assessoria de imprensa do Bees of Love, a repórter Susana Naspolini foi cobrir na terça-feira (23) a ação, que ofereceu oficinas a jovens sobre as profissões relacionadas à indústria de eventos, mercado que tem crescido com a volta das atividades presenciais.


Ao RJTV, a idealizadora do Casar Consciente, Marina Maciel, citou as áreas em que os jovens podem encontrar vagas neste mercado. “Só aqui hoje, temos profissionais da área de decoração, florista, bar, maquiagem, DJ, sonorização, iluminação, cerimonial, foto e vídeo”, comentou a cerimonialista.


A presidente do Instituto Bees of Love Georgia Buffara falou aos jovens sobre a importância de aproveitar as oportunidades e de se inspirar com as profissões apresentadas. “Vocês estão tendo a chance de conhecer esse mercado e ouvir o que esses profissionais tão reconhecidos têm a dizer. É uma oportunidade de aprender mais sobre essas profissões. Não deixem de sonhar e sempre agarrem as chances que passarem por vocês!”, comentou.


A matéria do RJTV entrevistou especialistas que ofereceram as oficinas, como a abelha maquiadora Ale Grochko. Ela explicou que a maquiagem oferece oportunidades em diversos ramos no mercado de eventos. “Não só em casamentos, mas também em festas de 15 anos, bar mitzvahs, formaturas… As festas estão voltando e estão sendo muito mais importantes para o cliente e para a gente”, disse.


O carismático DJ Bola, do RastroPop, ensinou aos jovens como funciona uma mesa de som e explicou como o DJ consegue interagir com o público durante as festas. “Um bom DJ deve ter feeling, sempre estar trocando com o público para sentir o que a galera quer escutar na próxima música. A pista deve estar lá em cima, com o máximo de energia possível”, diz.


10 visualizações0 comentário