Buscar
  • beesoflove

Ana Botafogo e Instituto Bees of Love: parceria que vem de longe

Proximidade de bailarina com instituto nasceu em 2019

Ana Botafogo, Tony Ramos e Georgia Buffara na gala solidária do Theatro Municipal

Parceira de primeira hora do Bees of Love, a bailarina Ana Botafogo conheceu o trabalho do instituto por intermédio do companheiro de Theatro Municipal do Rio de Janeiro Marcelo Misailidis e de sua mulher, Dani Uhebe, em 2019, o ano de fundação. Logo ela ficou encantada com o poder de mobilização da entidade, que angaria recursos para ajudar pessoas em vulnerabilidade social e também para causas culturais.


“Os voluntários do Bees of Love se unem e transformam as ações em algo maior. Alimentam fisicamente quem precisa, quem passa fome, e também alimentam as almas das pessoas, por meio de projetos que tocam com amor e dedicação”, enaltece Ana, que, em mais de quatro décadas de carreira, sempre buscou democratizar o acesso à sua arte, apresentando-se para plateias menos favorecidas.


Uma ação que une a trajetória da primeira bailarina e do Instituto Bees of Love foi a gala solidária no Theatro Municipal, realizada no dia 3 de dezembro de 2019 a fim de levantar recursos para a reforma da cortina da boca de cena do palco. Ao lado do ator Tony Ramos, Ana apresentou a cerimônia, que foi um sucesso de público. “Foi uma noite linda, com o teatro abarrotado. Muita gente resolveu ajudar”, relembra a artista.

Nelson Freitas, Tony Ramos e Ana Botafogo no palco do Theatro Municipal

Outra ação conjunta é o livro que seu pai, o médico Ernani Fonseca, de 95 anos, escreveu a seu respeito. A publicação será lançada em breve, tão logo a pandemia da Covid-19 assim o permita. O resultado da venda será revertido para os projetos sociais do instituto, que está custeando a primeira edição.


O livro recupera informações da vida de Ana no balé desde menininha até a aposentadoria dos grandes espetáculos clássicos, como “Giselle”, “Coppélia”, “Romeu e Julieta”, “O lago dos cisnes” e “O quebra-nozes”. É uma celebração de seus 40 anos de Theatro Municipal, ela define.


“Minha família sempre me apoiou muito na carreira. Meu pai é um entusiasta, e fez uma pesquisa enorme sobre tudo o que fiz. Não buscou informações só sobre mim, mas sobre tudo o que aconteceu de mais importante na dança no Rio, no Brasil e no Theatro Municipal. O livro tem cada gota do meu suor, e o apoio do Bees of Love foi fundamental para viabilizá-lo”, resume.

36 visualizações0 comentário